Igreja Batista de Sorocaba tem se empenhado em ser um canal de transformação para a cidade, especialmente em tempos de pandemia.

FONTE: GUIAME, LUANA NOVAES

As ações de uma igreja durante a pandemia de Covid-19 têm alcançado uma cidade inteira no interior de São Paulo. Dentro de um mês, a Igreja Batista Independente de Sorocaba (IBIS) produziu mais de 5 mil máscaras e arrecadou 18 toneladas de alimentos, que foram distribuídos para famílias carentes de todos os bairros de Sorocaba.

Segundo o pastor da IBIS, Eduardo Bortolossi, esta é uma grande oportunidade para a igreja exercer seu papel. PUBLICIDADE

“Numa crise como esta, quem é grande se manifesta com grandeza, quem é medíocre se manifesta com mediocridade. Nós entendemos que a igreja teria que enfrentar isso com grandeza e ser um canal de ajuda para a cidade”, disse em entrevista ao Guiame.

O trabalho de impacto social não é novidade para os 4.500 membros da IBIS, mas se intensificou ainda mais durante a pandemia. Desde 15 de março, dia do último culto presencial, até esta sexta-feira (15), foram arrecadadas 18 toneladas de alimentos e entregues 752 cestas básicas — sendo 112 cestas só nesta semana. 

Aqueles que querem fazer as doações ou retirá-las podem passar pelo “Drive-thru da Família” na entrada igreja, de segunda a sábado, das 9h às 17h. “Todos recebem uma oração e uma palavra dos pastores”, explica o pastor Eduardo.

As doações já atendem todos os bairros de Sorocaba, chegando a alcançar 1.672 adultos e 1.571 crianças.

Além da arrecadação de alimentos, a igreja coordena a ação “Máscaras que Salvam” com o Grupo de Ação e Enfrentamento ao Coronavírus (Graeco). São 50 costureiras voluntárias trabalhando na confecção de máscaras com a doação de tecidos, linhas e elásticos.

Até sexta (15), foram produzidas 5.644 máscaras, que foram distribuídas entre comunidades carentes, igrejas, ONGs, ambulantes e até a prefeitura de Sorocaba.

Tempo de colheita

Mesmo com os cultos presenciais suspensos, há uma grande quantidade de pessoas aceitando Jesus ou se reconciliando com Deus através dos cultos online — mas isso não se limite apenas ao ambiente virtual. Aqueles que tomaram a decisão de andar com Cristo são atendidos presencialmente na IBIS, de forma individual, por pastores que estão de plantão.

Essas pessoas recebem uma Bíblia e são acompanhadas a partir de então. Em um dos casos, uma jovem que não saía de casa devido a Síndrome do Pânico entregou sua vida para Jesus no culto online. Ela não conseguiu ir à igreja, mas duas mulheres foram até sua residência e passaram a acompanhá-la.

“A Bíblia diz que Jesus é uma boa notícia para nós. O governo já está dando os dados sobre saúde, a mídia já está atualizando os números, não podemos ser mais um dando notícias ruins”, afirma o pastor Eduardo.

A pastora Fabrícia Lemski é uma das costureiras voluntárias. (Foto: Marcos Paulo Corrêa/Guiame)
Aqueles que querem fazer doações ou retirá-las passam pelo “Drive-thru da Família”. (Foto: Marcos Paulo Corrêa/Guiame)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.